Escolha uma Página
Tudo sobre o Yorkshire Terrier

Tudo sobre o Yorkshire Terrier

Curiosidades sobre o Yorkshire Terrier

A raça Yorkshire Terrier é o resultado da combinação de Terriers ingleses e escoceses, originada quando parte da população da Escócia teve que se mudar, por ocasião da Revolução Industrial, para se estabelecer na Inglaterra. Seu nome vem do fato de que se originou na cidade de Yorkshire. Empregados em minas de carvão, fábricas de lã ou algodão e usinas, esses trabalhadores trouxeram seus cachorrinhos com eles para caçar roedores que vagavam por esses lugares.

Durante a Era Vitoriana, sua popularidade como animal de estimação e como cão de exposição na Inglaterra aumentou consideravelmente, sendo vendido por toda Europa, em seguida Japão e Austrália. Existe relatos de ter chegado ao Brasil no fim da década de sessenta. Desde 2001 se tornou uma das raças preferidas pelos brasileiros.

Podem medir até 30 centímetros de altura e o peso até três quilogramas. O pelo é longo e liso, mas os filhotes normalmente nascem preto e dourado e a partir dos seis meses, começa a mudar de cor até chegar em preto e canela, azul e bronze, preto e dourado, azul aço e dourado. São cães que podem viver bastante tempo, em média até os 17 anos.

É uma raça alegre e ativa, muito companheira e gosta de ficar no colo junto aos seus tutores. Tem um olhar bastante expressivo e é capaz de perceber o humor do seu tutor, gosta de outros cães e se dá bem com crianças, ideal para casas com espeço pequeno.

Cuidados com o Yorkshire Terrier

O Yorkshire Terrier tem uma pelagem longa e lisa que necessita de escovação frequente para retirar os nós e manter o pelo sedoso, além de tosas para manter o pelo alinhado.

Esses cães acumulam muito tártaro nos dentes, para manutenção diária se recomenda fazer a escovação dos dentes com escovas de cerdas bem macias e pastas sem flúor. Se houver muito acúmulo de tártaro, o tutor deve levar ao seu Médico Veterinário para realizar a limpeza.

São cães que também podem ficar gordinhos, o tutor deve tentar adquirir alimentos próprios para a raça e seguir as quantidades recomendadas pelo fabricante.

São cães bem sensíveis, devem estar sempre com as vacinas em dia, vermifugados e com antiparasitários.

Problemas comuns do Yorkshire Terrier

Muito comum em raças de pequeno porte, o Yorkshire Terrier pode ter dentição dupla, em outras palavras, na época em que começa a trocar a dentição, que geralmente ocorre entre 4 e 7 meses, os dentes de leite não caem ocasionando um incômodo terrível. Com isso o acúmulo de resíduos aumenta aparecendo assim tártaro e mau hálito. Caso até 1 aninho de idade os dentes de leite ainda não tenham caído, recomenda-se que recorram ao procedimento veterinário para extraí-los.

O colapso de traquéia também é bastante comum, onde acontece um estreitamento ou até o fechamento da traquéia, impossibilitando a respiração. É comum ver esses cães com uma tosse rouca, principalmente quando estão muito agitados.

Algumas doenças de pele acontecem com mais frequência como a piodermite, as alergias, dermatites fúngicas, e alopecia por diluição da cor.

Outro problema bastante atendido pelos veterinários é a luxação patelar, onde a patela ou rótula do membro posterior se desloca do seu lugar, podendo gerar bastante dor quando acontece.

Além dessas, as doenças que normalmente aparecem a medida que o Yorkshire Terrier envelhece, como cardiopatias e doenças renais devem ser observadas. Para conseguir diagnosticar precocemente e poder prevenir que a doença se desenvolva rapidamente, se recomenda check-ups anuais a partir dos 6 anos de idade.

Ficou alguma dúvida?

A Médica Veterinária Geovanna Dal Piva (CRMV/SC 2728) é responsável por cuidar da saúde do seu 🐶 PET 🐱 aqui na Saúde Animal.
Precisou de Consulta Veterinária? Vacinas? Banho e Tosa?
LIGUE 👇🏻 e Agende Seu Horário!
📞 (49) 3226-1324 | 📲 (49) 98411-0450
📫 Av. Dom Pedro II, 299 – Coral, Lages- SC (Anexo ao Marin)

Tudo sobre o Pug

Tudo sobre o Pug

Curiosidades sobre o Pug

Pugs são conhecidos por sua cabeça grande redonda, com focinho achatado e extensas pregas na testa. Dizem que a prega vertical na testa parece o ideograma chinês para “príncipe” e por isso é conhecida como a “marca do príncipe.” Com altura variando entre 10 e 28 cm e o peso entre seis e oito quilogramas, eles possuem uma pelagem dupla curta, mas muito densa. As cores podem variar de damasco a fulvo, prata e preto. Todos os cães, exceto os pretos, têm uma máscara escura e orelhas com um traço escuro descendo pelo dorso. As orelhas têm a textura de veludo preto.

A raça tem origem na China e foram então transportados para a Holanda pelos navios mercantes da Companhia Holandesa das Índias Orientais. Em 1572, um Pug soou o alarme que salvou o príncipe William dos soldados espanhóis que se aproximavam, e desde então a raça esteve para sempre ligada à Casa de Orange.

A esposa de Napoleão tinha um Pug de estimação, e o duque e a duquesa de Windsor tiveram um Pug como companheiro real. A Inglaterra Vitoriana adotou os Pugs como a última moda canina e muitos podem ser vistos nas pinturas daquela época.

Esses cães são bem descontraídos, não muito afeitos a latir, cavar ou mastigar extensivamente. Tendem a se dar muito bem com outros cães e crianças. Eles gostam de companhia e podem ser bem afetuosos. Fiéis ao seu grupo, eles são bons cães de companhia.

Cuidados com o Pug

Os Pugs são cães com tendência a obesidade, então o tutor deve fornecer rações específicas para a raça nas quantidades recomendadas pelo fabricante e fazer exercícios com o cão com frequência. Como tem o nariz achatado, tem dificuldade respiratória e deve se evitar sair em horários muito quentes ou lugares com muita umidade. Os olhos são sensíveis e bastante expostos, deve se tomar cuidado com traumatismos nessa área.

A pelagem é fácil de manter, mas há bastante queda de pelo que pode ser controlada com escovações diárias ou passar a mão com luvas removedora de pelos, a limpeza das pregas faciais e dos olhos com lenços umedecidos sem perfume ou algodão com solução fisiológica.

Problemas comuns do Pug

O Pug é propenso a uma série de doenças devido a forma achatada da sua face, onde pode haver dermatites na pregas faciais, dificuldade respiratória devido ao nariz pequeno, colapso traqueal, palato alongado, tem tendência a desenvolver outros sintomas respiratórios, como roncar e doenças pulmonares.

Como tem olhos mais expostos, o tutor deve se precaver contra traumas oculares, ceratite, úlcera de córnea e glaucomas.

São propensos a obesidade e as consequências dela como diabetes, essa gordura sobrecarrega os ossos e articulações, levando a lesões em quadril, patela e articulações.

Pugs tem doenças neurológicas que podem causar morte rápida, se o tutor observar dificuldade ao caminhar, ao comer , andar em círculos ou convulsões, deve procurar seu Médico Veterinário de confiança rapidamente.

Ficou alguma dúvida?

A Médica Veterinária Geovanna Dal Piva (CRMV/SC 2728) é responsável por cuidar da saúde do seu 🐶 PET 🐱 aqui na Saúde Animal.
Precisou de Consulta Veterinária? Vacinas? Banho e Tosa?
LIGUE 👇🏻 e Agende Seu Horário!
📞 (49) 3226-1324 | 📲 (49) 98411-0450
📫 Av. Dom Pedro II, 299 – Coral, Lages- SC (Anexo ao Marin)

Tudo sobre o Shih Tzu

Tudo sobre o Shih Tzu

Curiosidades sobre o Shih Tzu

O Shih Tzu é uma raça de origem tibetana, provavelmente no século VII e foi ofertado como presente aos imperadores chineses que os criaram até os ingleses conhecerem a raça e difundirem no mundo, desde o início foi desenvolvido para ser um cão de companhia. São alegres e amigáveis, se dão bem com pessoas de todas as idades e com outros animais. Mas podem haver alguns mal-humorados também. São mais compridos do que altos, com focinho bem curto e olhos proeminentes. Tem a pelagem longa e lisa, sendo aceita todas as cores.

Shih Tzu são classificados no grupo toy na maioria dos países, com uma altura entre 8 a 27 centímetros e peso de quatro a sete quilogramas. Assim como a maioria das raças toy, o Shih Tzu amadurece rapidamente, atingindo tamanho adulto por volta dos 10 meses. São muito resistentes e podem viver até os 15 anos de idade em média.

Cuidados com o Shih Tzu

Pelo é um assunto sério quando se trata de um Shih Tzu. A maioria dos donos escolhe uma tosa curta o ano todo, que fica com uma aparência muito boa e é muito fácil de cuidar. Se você deseja manter a pelagem longa e fluida, deve estar preparado para dedicar um tempo considerável aos cuidados com a higiene. Esses cães precisam de banhos semanais com condicionador na pelagem para ajudar a manter os pelos sem emaranhar e escovação diária para evitar que objetos estranhos enrosquem nos pelos.

O Shih Tzu por ser criado para ser um cão de companhia, precisa estar sempre junto de pessoas ou outros animais, requer bastante atenção e carinho e gostam de ser treinados e aprender truques, já que querem ser o centro das atenções.

Problemas comuns do Shih Tzu

O Shih Tzu tem algumas doenças que ocorrem com mais frequência nessa raça, Os olhos são sensíveis e podem desenvolver ceratites, úlceras de córnea e glaucoma. Alergia atópica ou ambiental e trofoalergias, as alergias alimentares também são comuns e se manifestam na pele e causam bastante coceira ao animal. Otites em função dessas alergias são frequentes.

Doenças ortopédicas como luxação de patela, displasia de coxofemoral e lesões em coluna acontecem bastante por ser uma raça que é ativa e pula bastante.Além das doenças que aparecem no decorrer do envelhecimento como artroses, cardiopatias e problemas renais.

Como são cães que também tem vida longa, se recomenda o check-up veterinário a partir dos 6 anos, para diagnosticar precocemente e muitas vezes, retardar o aparecimento dessas doenças.

Ficou alguma dúvida?

A Médica Veterinária Geovanna Dal Piva (CRMV/SC 2728) é responsável por cuidar da saúde do seu 🐶 PET 🐱 aqui na Saúde Animal.
Precisou de Consulta Veterinária? Vacinas? Banho e Tosa?
LIGUE 👇🏻 e Agende Seu Horário!
📞 (49) 3226-1324 | 📲 (49) 98411-0450
📫 Av. Dom Pedro II, 299 – Coral, Lages- SC (Anexo ao Marin)

Tudo sobre o Poodle

Tudo sobre o Poodle

Curiosidades sobre o Poodle

Poodles tem origem francesa e a raça foi desenvolvida para buscar caças na agua. Hoje em dia é uma das raças mais populares do mundo e são bons cães de família, divertidos, enérgicos, espertos e fáceis de treinar. Eles se saem melhor com bastante exercício para a mente e o corpo e preferem passar a maior parte do tempo com pessoas. Não são bons cães de canil. Socialização deve começar cedo e incluir outras pessoas, outros animais de estimação e rotina de cuidados de higiene.

Existem 3 tamanhos, o standart (acima de 38 cm de altura e entre 20 a 30 quilos), o miniatura (entre 28 a 38 cm de altura e até 9 quilos) e o toy (menos de 25 cm de altura e até 3 quilos). Vivem entre 10 a 17 anos em média, a pelagem é longa e crespa, com cores sólidas como branco, preto, caramelo.

Cuidados com o Poodle

Poodles são fáceis de cuidar, e os donos não devem agradá-los demais com petiscos. Eles podem ter sobrepeso muito facilmente. Muitos levam uma vida comparativamente longa, com os toys chegando até aos 17 anos de idade, enquanto os standards tendem a viver por 12 a 14 anos. Existem rações especiais para esta raça, que ajudam a manter a saúde do pelagem encaracolada, mantendo a tonicidade muscular e para cães mais idosos, um envelhecimento saudável.

Necessitam de muitos cuidados com a pelagem, os pelos caem pouco mas tem tendência a formar nós, o que exige escovação frequente e tosas.

Problemas comuns do Poodle

O poodle tem algumas doenças mais comuns, relacionadas a raça. Entre elas, a catarata, geralmente a partir dos 10 anos. A diabetes e o hipotireoidismo também são frequentes.  Como são cães bem ativos e que pulam bastante, desenvolvem doenças articulares e lesões em coluna. Animais mais idosos tem alta chance de desenvolver doenças cardíacas e insuficiência renal crônica. Muitos poodles tem doenças de pele que exigem acompanhamento como alergias e piodermites.

Atualmente existem muitos exames que ajudam a identificar essas doenças no início tendo chance de tratar precocemente e prolongar o tempo de vida do seu pet na companhia de seus tutores. E importante fazer exames de check-up a partir dos 6 anos, e sempre adequar a ração para cada faixa etária.

Ficou alguma dúvida?

A Médica Veterinária Geovanna Dal Piva (CRMV/SC 2728) é responsável por cuidar da saúde do seu 🐶 PET 🐱 aqui na Saúde Animal.
Precisou de Consulta Veterinária? Vacinas? Banho e Tosa?
LIGUE 👇🏻 e Agende Seu Horário!
📞 (49) 3226-1324 | 📲 (49) 98411-0450
📫 Av. Dom Pedro II, 299 – Coral, Lages- SC (Anexo ao Marin)